Os showrooms das Semanas de Moda

No mês passado viajei para Paris e Milão para acompanhar as Semanas de Moda bem de pertinho e foi muuuuito legal!

Além dos desfiles, tem todo o outro lado como backstage, apresentações, festas e showrooms, onde ocorrem os resee (você vê de pertinho tudo o que foi desfilado nas passarelas, podendo tocar o tecido, ver detalhes, fotografar… para mim a melhor experiência!).

Em Milão fui aos showrooms da Prada, Fendi, Versace e ao desfile/backstage da Missoni, que foi uma baita experiência! Em Paris visitei a Dior, Hermés e Cartier.

Na galeria você vê as fotos de alguns detalhes do que mais curti e vou contar um pouquinho sobre cada uma delas para vocês:

Comecei com a Prada, que vem uma coleção inspirada no “poder” da mulher, contada de forma sutil, com quadrinhos. Isso mesmo, revista em quadrinhos! Em todo o ambiente a gente via imagens enormes criadas por diferentes artistas que ilustravam situações do cotidiano das mulheres de forma lúdica, às vezes com provocações e outras mais divertidas. Peças do vestuário masculino foram muito presentes fazendo contraponto com estampas, cores e acessórios bem femininos. O fim dos anos 80/90 vem nas peças em xadrez, com cintura baixa, algo que remete a Nirvana e bandas da época. Adorei os óculos gatinho, as bijoux com vários pingentes lúdicos divertidos e as bolsas, claro, com seus patches.

A Fendi apostou na logomania colocando seus icônicos “F” em toda parte. Também vimos muitos vestidos com estrutra tipo capa na parte de cima, nos ombros, recortes e fendas estratégicas e muita cintura marcada. Destaque para o vestido verde em couro com aplicações de flores, bolsas de veludo com estampa floral em um mix de cores liiiindo.

Já a Versace fez um desfile homenageando Gianni Versace, em respeito aos 20 anos de seu falecimento, colocando nas passarelas alguns de seus hits como as estampas de fundo do mar e capas de Vogue, animal print, além de itens em alfaiataria com color blocking em tons vivos como roxo, laranja, o famoso bordado barroco com temas religiosos como cruzes e santos, bem típico italiano. O ponto alto foi a coleção com pegada western que tem tudo para se tornar febre nas próximas estações. Anote: franjas, botas, medalhas, couro, camisas… vai bombar! O que mais amei? As bijoux fantasia! Vontade de colecionar…

A Missoni levou seus tricôs multicoloridos para as festas com direto a lurex, transparências, combinação de cores inusitadas lindas, assim como leggings, bodies e cardigans longos. Foi a primeira vez que eles desfilares as coleções masculina e feminina juntos, o que foi ótimo, pois muitos itens desfilados por eles podem ser adicionados ao closet delas! Adorei poder ver de pertinho a “vibe” familiar da marca que completará 65 anos em 2018. Adoro as padronagens listras, xadrez e floral “tudo junto, misturado”.

Na Dior a homenagem de Maria Grazia Chiuri foi a Niki de Saint Phalle, artista conhecida por seus desenhos coloridos e lúdicos que apareceram em peças em tule, musseline e couro, dando um toque artsy a peças extremamente femininas da coleção. Vi também muito brilho para ser usado em contraponto com peças fortes e com pegada esportiva, styling do qual Maria é fã! Para variar, os acessórios foram o que fez olhos brilharem… ai, ai!

Na Hermés o que mais amei foi a bolsa em forma de cavalo – wishlist já, super sacada! Destaque para o macramê colorido nos sapatos, toque étnico nos bordados dos solados e itens neutros com bossa, com salto bloquinho ou tipo slide. As bolsinhas com desenhos tipo grafite também prometem ser hit!

Por fim, na Cartier, a pantera foi protagonista de um anel ma-ra-vi-lho-so, assim como em detalhes no fecho de carteiras. Os óculos merecem destaque também, assim como a coleção de joias cactus e os relógios Tank com pulseiras em tons de berries. Ah! E a bolsinha cinza com pêlo também é um dos itens mais comentados e desejados…

Gostaram? =)

Comente